15 anos de Igreja Universal na India

País marcado pela diversidade de deuses, há 15 anos encontra na IURD o caminho para encontrar o Deus vivo

A Índia é o segundo país mais populoso do mundo, perdendo apenas para a China. As reformas econômicas o transformaram em uma das economias de mais rápido crescimento mundial, no entanto, ainda sofre com altos níveis de pobreza, analfabetismo, doenças e desnutrição. O território indiano é formado por um grande sistema montanhoso que se estende por cinco diferentes nações, conhecido como Himalaia, região que abriga a montanha mais alta do planeta, o Monte Everest. Com uma população diversificada, a língua, a tradição e a religião desempenham um papel importante na organização social e política do país. Embora 80% da população se considerem hindus, a Índia conta também com o segundo maior contingente de muçulmanos no mundo.
Mesmo em uma realidade avessa à fé cristã, há 15 anos, a Igreja Universal do Reino de Deus iniciou o trabalho evangelístico no país, onde mantém 2 Igrejas com capacidades para 300 pessoas cada uma, localizadas no estado de Tamil Nadu na cidade de Chennai, sul do país, local de maior concentração de cristãos. De acordo com o responsável evangelístico da Índia, pastor Eduardo Costa, o povo que se converte ao Senhor Jesus na Igreja Universal enfrenta muitas barreiras para se manter na fé, por causa das perseguições religiosas. “Quando a pessoa começa a frequentar a Igreja sozinha e a família descobre muitas são obrigadas a se afastar”, declara. O pastor também conta que um dia, na porta da Igreja, estava convidando as pessoas para participarem da reunião, quando foi interpelado por um policial que o impediu de continuar evangelizando.  Apesar das adversidades encontradas por causa da religiosidade, a evangelização com panfletos nas ruas e casas é bem aceita pela população que também é beneficiada por ações sociais realizadas pela IURD. Recentemente, voluntários visitaram a comunidade de Sudhaindra Nagar , e cerca de 150 pessoas puderam usufruir de diversos serviços, como: corte de cabelo, manicure, aferição de pressão e limpeza facial.  Dados do Ministério da Justiça Social e Desenvolvimento do país mostram que aproximadamente 75 mil indianos cometem suicídio a cada ano e que o motivo das mortes está relacionado a problemas sociais como a pobreza, as dívidas, o analfabetismo e, sobretudo, problemas de saúde mental. Já, o pastor Eduardo, afirma que um dos maiores motivos para o suicídio é em decorrência de conflitos familiares. “Muitas jovens, indignadas pela tradição familiar, por terem de se casar com o pretendente escolhido pelos pais, cometem suicídios ou fogem de casa”, relata.

Por pouco, a jovem Selin Preethi, de 26 anos, escapa de fazer parte dessa estatística. Ela conta que, na infância, sofria com abusos sexuais e fortes dores na cabeça.  Além disso, havia constantes desentendimentos com os pais, que a levou a sair de casa e tentar o suicídio cortando os pulsos. “Eu cortei sete veias do meu pulso esquerdo e milagrosamente sobrevivi. Acredito que era Deus agindo na minha vida”, relata. O fato de não ter acontecido nada com ela fez Selin refletir e procurar a solução para os problemas na Igreja Universal, onde encontrou o fim para tanto sofrimento. “O erro estava em mim, eu não colocava Deus como prioridade em minha vida. Quando me entreguei, Deus agiu. Hoje, minha família está em paz e Deus me deu uma pessoa que vou me casar que tem a mesma fé e vontade de buscar o Senhor Jesus. Além disso, eu vivo feliz na presença de Deus e não tenho mais pensamentos suicidas, pelo contrário, tenho desejo de viver cada vez mais a nova vida que recebi do Senhor”, finaliza.

Centro de Ajuda Espiritual na India

UCKG HelpCentre – Chennai
No 282/681 Thousand Lights,
Mount Road
(Next to MC. Rennett Bakary)
Chennai 6006 006
Ph.091 98412 88171

UCKG HelpCentre – Chennai
No 16, Madhavaram High Road,
1st Floor (opp. Perambur Market)
Perambur 600 011
Ph.9962 777 753

Contact us:
http://uckghelpcentreindia.blogspot.com/
E-mail:indiauckg@yahoo.com
Phone:091 98412 88171

Anúncios

Centro de Ajuda Espiritual em Luxemburgo

A sala de conferências do Hotel Parc Plaza, no centro do Luxemburgo, acolheu centenas que iam à procura de superar e encontrar respostas

Pela saúde, pela família e pelos casais… diversas orações foram realizadas, cada qual com o seu objectivo, porém, o principal seria de levar quem ali compareceu a encontrar a paz e o bem-estar que tanto necessitavam para estar apto para a parte mais importante – a mensagem.

O facto de passarmos por situações difíceis e fraquezas foi um dos aspectos ressaltados na palestra, tendo sido também apresentada a forma de as superar para obter a resposta. Seja numa situação de saúde, um trauma, um complexo ou uma situação na Justiça, o orador apresentou o único meio que nos permite superar a nós mesmos e obter a resposta.

O desânimo, o cansaço e o desalento era patente no rosto de muitos, contudo, os mesmos tiveram a oportunidade de sair do evento completamente transformados, ostentando a paz e o alívio nas suas vidas.

     

Centro de Ajuda Espiritual em Nagoya, Japão

Todos os domingos é realizado a Terapia da Família em Nagoya. Em recente reunião o pastor Rafael Muranaka, chamou todos que tinham uma doença, inclusive as consideradas incuráveis, para irem à frente do altar para um clamor a Deus em favor da cura.

Logo após, o pastor deu uma mensagem aos presentes dizendo que muitos são infelizes, frustrados porque tem vivido de momentos: há momentos que prosperam, mas no minuto seguinte estão endividados; há momento que estão tranquilos e em outros desesperados; enfim, não há equilíbrio.

“O que leva algumas pessoas a viverem de altos e baixos, e cheios de dúvidas? Isso acontece porque elas buscam apenas a solução dos seus problemas, e portanto, ainda não se renderam ao Pai, permitindo que Ele seja o Senhor das suas vidas”, finalizou a mensagem lendo a passagem da Bíblia em Amós 4.12. “E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus.’’

Em seguida convidou para uma oração aqueles que desejavam encontrar-se com Deus. “Os que querem ter um encontro com Deus, precisam trocar de senhor, tem que tomar uma decisão de fé. Precisam deixar o Senhor Jesus ser o Senhor da sua vida”, disse aos participantes.

A Terapia da Família acontece aos Domingos, às 9h30 da manhã. Participe em Nagoya: Aichi-Ken Nagoya- Shi Minato-Ku. A 1 minuto da saída 3 do metrô Tsukiji-guchi e próximo ao Nagoya Port. Maiores informações: 052- 665-4900

Centro de Ajuda Espiritual na Itália

O CdAE tem levado o Evangelho nos lugares mais remotos do mundo, vencendo desafios e ultrapassando barreiras que pareciam impossíveis. por exemplo estas barreiras tem caído a cada dia. Desta vez foi na Cidade de Siracusa, Sicília, onde o Apóstolo Paulo esteve três dias, ( Atos 28,12).

Foi realizada uma reunião onde pessoas foram libertas e curadas, como foi o caso da Senhora Felipa que sofria com um tumor maligno, não sabendo o que fazer, recorreu a fé. O tumor sumiu e a família reconheceu, “foi Jesus”!

Também Daniela Bozzari contou como foi liberta das drogas depois de 24 anos escrava da heroína, cocaína, maconha e êxtase.”Todos os tratamentos possíveis eu já tinha feito e nada adiantou, hoje estou liberta completamente.” disse ela.
O encontro aconteceu no Palácio Pelinzzeri, na Rua delle Maestranze 99, no Centro histórico de Siracusa.

Centro de Ajuda Espiritual em Sicília
Via Paolo Gaifami, 5
Catania 95126 Sicilia
Sabato 17:00
http://www.iurditalia.com

IURD em Angola realiza concentrações de fé em Cabinda e Benguela

O senhor bispo Augusto Dias, responsável da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola (IURD), realizou, nos dias 16 e 17 de Outubro do ano corrente, duas “grandes” concentrações de fé, nas províncias de Cabinda e Benguela, nos pavilhões multiuso, das referidas parcelas do território nacional, presenciado por cerca de onze mil pessoas.

A província de Cabinda está situada ao norte de Angola. Tem uma extensão de cerca de 7.283 quilómetros quadrados A sua economia não se resume apenas ao “ouro negro”. As vastas florestas ricas, essencialmente, em café, cacau, oleaginoso, complementam a riqueza da província que produz também madeira, batata, banana e mandioca.

No segundo local da visita de trabalho do bispo, Benguela, houve, igualmente, uma concentração de fé. Presenciada por entidades do executivo da região.

Durante as referidas concentrações os presentes testemunharam manifestações do poder de Deus. Muitas pessoas que sofriam de doenças, consideradas de incuráveis do ponto de vista humano, foram curados e libertos de espíritos malignos. A exemplo da senhora Feliciana Moisés e o senhor Domingos Figueiredo, na província de Benguela.

Ao longo da pregação, fundamentado no livro de S. Lucas capitulo 07 versículo 11, o bispo exortou aos membros e convidados a não se desesperarem devido as doenças, as dívidas e outros males que eventualmente sejam alvos, tal como a mulher de Naim, que em direcção ao enterro do seu único filho teve encontro com o Senhor Jesus e alcançou o que tanto desejava, a ressurreição dele. “Todos vocês, aqui presente, podem alcançar o mesmo feito se crerem que o Senhor Jesus está aqui”, disse.

Reportando ao ministério do Senhor Jesus fez alusão, quando  a dado passo da sua pregação, havia questionado “duro” à multidão “Oh geração incrédula até quando estarei convosco?” “Tais palavras, igualmente, servem para nós, é como se estivéssemos a ser questionados pelo Senhor Jesus: “Até quando sofrereis? Até quando você vai sofrer com este problema na família? Ate quando?…”, deplorou o bispo.

“Se dependesse de Deus não haveria sofrimento no mundo. Tudo depende da nossa entrega a Deus”, deu ênfase.

O bispo agradeceu, no início das referidas concentrações, o apoio concedido pelas entidades das duas províncias para que elas fossem realizadas com êxito.

Por seu turno, os representantes dos governos locais agradeceram em nome dos seus executivos. “Nós estamos felizes, gratos, fizeram um bom trabalho”, sublinhou o senhor Vice-Governador para área Técnica e Produtiva de Cabinda, António M. Gime.

Veja abaixo as imagens das concentrações em Cabinda e Benguela: