Membros da Universal de Angola não abandonam a fé

Mesmo diante do fechamento da Igreja pelas autoridades locais, o povo permanece clamando nas portas dos templos

“Não existe dor maior do que não poder falar de Jesus. Não existe dor maior do que ser proibido de pregar o evangelho do Deus vivo e ver pessoas chorando na frente da igreja sem poder ao menos orar por elas. Foi horrível, lamentável, lastimável.”

O relato do pastor Alex Sandro dos Santos, postado em uma rede social, reflete bem o espírito dos membros, obreiros e pastores da Igreja Universal da Angola que, mesmo diante do fechamento da Igreja por determinação das autoridades locais, permanecem firmes, clamando a Deus nas portas dos templos.

Há muitos anos a Universal vem trabalhando de forma incessante em favor do povo angolano, vítima de inúmeras mazelas sociais e conflitos civis. A igreja tem sido o refúgio para pessoas de todas as classes sociais do país.

Infelizmente, esse trabalho se encontra impossibilitado de ser feito dentro dos templos, que receberam a ordem do governo de fechar suas portas. Por conta disso, muitos que encontraram socorro na Universal da Angola estão chorando na frente das igrejas, por serem impedidos de professar sua fé em um culto, como de costume.

Os pastores, obreiros e membros da Universal de Angola estão clamando a Deus para que essa situação seja revertida. Nas redes sociais, eles pedem aos amigos que orem em favor dessa causa, para que o direito deles de congregar e buscar a Deus seja restituído.

Purificados pelo fogo

“Hoje, em Angola, já não somos mais os mesmos. Estamos sendo purificados pelo fogo. Se antes amávamos a nossa igreja, hoje com certeza amamos muito mais. Se antes queríamos estar na igreja, hoje queremos muito mais. Estamos sendo renovados de uma maneira grandiosa. A verdade é que estamos mais fortes do que nunca, porque Deus é conosco”, escreveu o pastor Alex, em outra postagem.

“Sobre esta pedra edificarei Minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”Mateus 16:18

O governo Angolano suspendeu por 60 dias as atividades da Igreja Universal do Reino de Deus, com o intuito de coibir a realização de cultos religiosos em templos e em recintos fechados.

Publicado em Sem categoria. Leave a Comment »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: